Volume de exportações de vinho brasileiro cresce 37% em 2017, aponta entidade

O volume de exportações de vinhos e espumantes nacionais teve no primeiro semestre deste ano um crescimento de 37% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo informou nesta quinta-feira (17) o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin). O valor das vendas aumentou 24%. Foram exportados 1,14 milhão de litros, contabilizando US$ 2,74 milhões.

"São números a serem comemorados, mesmo representando um percentual pequeno da produção nacional, pois mostram a maturidade do setor e, principalmente, a qualidade de nossos produtos", celebra o presidente do Ibravin, Dirceu Scottá.

Entre os 31 países para onde o vinho nacional foi encaminhado, os principais destinos são Paraguai, Estados Unidos, Japão, China e Reino Unido. "Estamos exportando para países bastante concorridos no mercado internacional, que recebem vinhos do mundo todo e estamos, aos poucos, ampliando nosso espaço", comenta Scottá.

Os espumantes foram destaques entre os produtos exportados. Apesar de representar cerca de 18% do faturamento total das exportações, a categoria teve crescimento de 84% no valor comercializado. De acordo com o Ibravin, o resultado foi puxado pela venda de rótulos de categoria superior a países como Estados Unidos, China e Japão.

Cerca de 90% do vinho nacional exportado é proveniente de empresas que compõem o projeto Wines of Brasil, que atua na promoção dos vinhos brasileiros no mercado internacional. O ingresso de 10 novas vinícolas na iniciativa deve fortalecer ainda mais a entidade, que prepara o Programa Primeira Exportação (PPE), com objetivo de oferecer qualificação para a atuação no mercado internacional.



menu
menu