Brasil negocia aumento da exportação de frutas para a Espanha

Em missão oficial à Espanha, o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Eumar Novacki, viajou, na segunda-feira (16/10), com objetivo de aumentar o comércio bilateral e atrair investimentos para setores-chaves do agronegócio brasileiro. O setor de fruticultura é um dos prioritários, tendo em vista o potencial exportador, já que o Brasil é o terceiro maior produtor mundial nesse segmento, depois da China e da Índia, mas exporta apenas 2,5% do que produz.

“Precisamos melhorar nossa posição no mercado de frutas. O mercado internacional é imenso e estamos aqui para dizer ao mundo que as frutas brasileiras são de altíssima qualidade e precisam ser mais conhecidas”, afirmou Novacki, em seu primeiro dia de viagem. Aumentar a participação do segmento na balança do agronegócio, segundo ele, ajudará a atingir a meta do ministério de elevar a participação brasileira no agro mundial de 7% para 10%, em cinco anos.

Exportação de frutas

O país ocupa a 15ª posição no ranking de exportação de frutas. A expectativa é que o Brasil dobre a produção em cinco anos e aumente em, pelo menos 50%, o volume de exportações em dois anos. Dados contidos no Plano Nacional de Desenvolvimento da Fruticultura, que está sendo elaborado pelo Mapa em parceria com o setor privado, revelam o destaque de países vizinhos, como o Chile e o Peru no comércio internacional de frutas, alcançando resultados muito positivos. O Brasil exportou US$ 836 milhões, em 2016, enquanto o Peru chegou a US$ 2,4 bilhões e, o Chile, a US$ 4 bilhões, tendo ambos áreas de cultivo menores.

A dimensão do Chile equivale ao do estado brasileiro da Bahia. O Peru tem território de 1,285 milhão de km², bem menor que o do Brasil (8,5 milhões de km²), mas exporta quatro vezes mais frutas e deu esse salto em seis anos, quando o volume exportado ainda equivalia a US$ 600 milhões.

Feira de frutas e vegetais

Novacki participará da feira Fruit Attraction 2017, uma das principais portas de entrada do mercado europeu de frutas e vegetais. O Brasil participa como convidado oficial da organização do evento. E se reunirá com os principais importadores e distribuidores de frutas brasileiras na Europa. Irá ao Encontro Empresarial Espanha-Brasil, no Global Fresh Market Forum da feira Fruit Attraction, além de encontrar-se com o presidente do Porto de Las Palmas, Luis Ibarra Betancort. A agenda do secretário-executivo na Espanha inclui reuniões bilaterais com o secretário geral de Agricultura e Alimentação, Carlos Cabanas Godino, e com a ministra da Agricultura, Pesca, Alimentação e Meio Ambiente, Isabel García Tejerina.



menu
menu