Meirelles: economia brasileira começa a se recuperar de forma sustentável

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou em apresentação nesta quinta-feira, 26, em São Paulo que a economia brasileira começa a se recuperar e a crescer de forma sustentável. “O crescimento se espalhou por todos os setores”, disse ele, destacando que há também sinais da retomada do investimento, que foi muito penalizado durante a recessão de 2015 e 2016.

Tanto o consumo de bens duráveis como os investimentos em bens de capitais já mostram retomada, ressaltou Meirelles. O ministro citou ainda outros setores que sinalizam ter saído de seu pior momento, como o de vestuário, metalurgia, têxtil, equipamentos de informática, eletrônicos e ópticos. “A indústria está em clara recuperação.”

O ministro ressaltou que após “sutil piora” os juros longos voltaram a cair. “O juro longo tem uma expectativa da economia de longo prazo e envolve os prêmios de riscos, por isso é importante”, disse Meirelles.

Meirelles mostrou ainda em sua apresentação a queda da Selic, que na quarta-feira, 25, foi reduzida em 0,75 ponto porcentual pelo Banco Central, e destacou que a economia voltou a criar emprego e a taxa de desemprego vem caindo. “A taxa de desemprego ainda está elevada, mas está em trajetória de queda”, afirmou, ressaltando que muita gente voltou ao mercado de trabalho.

Ainda ao falar da recuperação da economia, Meirelles citou que o nível de ocupação aumentou e os indicadores de confiança seguem em trajetória de alta. Ele ressaltou que a retomada da confiança de empresários e consumidores é essencial para a recuperação da economia. “A confiança agora está em contínuo aumento”, disse ele, ressaltando que isso é reflexo da agenda de reformas que o presidente Michel Temer começou a implementar no País.

Meirelles participa na tarde desta quinta-feira de evento na Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha. Na abertura do evento, o presidente da instituição, Wolfram Anders, ressaltou a necessidade de que se feche um acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul.



menu
menu