Carlos Tavares: livro branco sobre mulheres, votação dos cassinos e Sanders defende a China

MULHERES/CHINA

Acaba de ser lançado, em Pequim, o livro branco intitulado “Igualdade, Desenvolvimento e Compartilhamento : Progresso da Causa das Mulheres nos 70 anos da Fundação da Nova China”. Entre as medidas tomadas estão o melhoramento da legislação abusiva do direito das mulheres e o fortalecimento do papel da Federação das Mulheres para a relação do governo com a população feminina. Note-se que a China já é o país onde as mulheres tem os direitos melhor reconhecidos, com a forte e única Federação – representando mais de 650 milhões de membros – ocupando a vice-presidência da República e também vice-presidência da Assembleia Nacional. A proposito, no desfile do 70º aniversario da República, o vistoso batalhão das mulheres era comandado por duas majores-generais, Cheng e Teng. Lindo.

CASSINOS

Parece razoável - e mais fácil de aprovação de lei pelo Congresso – deixar para os Estados a deliberação de autorizar a reabertura dos cassinos. O que não está certo é deixar para o próximo exercício essa medida salvadora do turismo nacional. O ministro Onix e o deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara, poderiam se encarregar da colocação em pauta dessa proposta que, certamente, não agradará todos os nossos vizinhos – com exceção do Equador – todos eles com cassinos, sempre cheios de brasileiros. Para a bancada religiosa, o bispo Crivella – que quer um cassino na zona portuária do Rio – deu o bom conselho : “Quem acha que é pecado, não joga”.

SANDERS

Em entrevista à televisão americana, o candidato democrata à presidência do EUA, senador Bernie Sanders declarou que “a China e sua liderança é o país que fez mais progresso no combate a pobreza externa do que qualquer outro pais na historia da civilização.” Em seguida, ao afirmar que se deveria julgar a China de forma justa, acrescentou ser absolutamente possível ter com ela “relação positiva de trabalho”. Ao encerrar, Sanders assinalou que a política comercial de Trump “é totalmente irracional e esta desestabilizando toda a economia mundial”.



menu
menu