Egito lidera ranking dos importadores de carne bovina brasileira in natura em setembro

O Egito foi principal destino das exportações brasileiras de carne bovina in natura em setembro. O país árabe importou quase 19 mil toneladas no mês, segundo dados divulgados nesta terça-feira (04) pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), e ficou à frente da China, Hong Kong, Rússia e Irã.

Em termos de receitas, porém, a China ficou em primeiro lugar, com compras no valor de US$ 68,5 milhões, e o Egito em segundo, com US$ 63,2 milhões.

De acordo com a Abiec, o Brasil exportou no total 93 mil toneladas de carne in natura no mês passado, um aumento de 13% sobre agosto. Os embarques renderam US$ 388 milhões, um crescimento de 11% na mesma comparação.

No setor avícola, as exportações de carne de frango avançaram 5,7% em setembro, em relação ao mesmo mês de 2015, e somaram 387,5 mil toneladas, após terem caído em agosto, segundo informações da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

De janeiro a setembro, as vendas externas de frango chegaram 3,379 milhões de toneladas, um aumento de 6% sobre o mesmo período do ano passado. “Neste ritmo, projetamos que as exportações de carne de frango devam atingir o patamar de 4,5 milhões de toneladas [em 2016]”, disse o vice-presidente de mercados da ABPA, Ricardo Santin, de acordo com comunicado da entidade.

Os embarques de carne de frango renderam US$ 643,3 milhões no mês passado, um acréscimo de 9,1% em comparação com setembro de 2015. Segundo a ABPA, foi a primeira vez em 2016 que as receitas cresceram mais do que os volumes exportados.

No acumulado do ano, porém, o faturamento recuou 3,64% em relação ao mesmo período de 2015 e ficou em US$ 5,241 bilhões.



menu
menu