José Serra visita a Espanha para tratar de comércio, investimentos e acordo Mercosul-UE

Comércio, investimentos, negociações do acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia são alguns dos principais temas na agenda das conversações que o ministro das Relações Exteriores, José Serra, terá a partir desta segunda-feira (21), durante sua visita de três dias à Espanha.

Em Madri, Serra manterá encontro com a secretária de estado de Comércio, María Luísa Poncela. No dia seguinte, será recebido pelo rei Felipe VI e pelo presidente de governo Mariano Rajoy, e terá reunião com o ministro de Assuntos Exteriores e Cooperação, Alfonso Dastis.

Segundo o Itamaraty, nos encontros com as autoridades espanholas, serão discutidos temas da pauta bilateral, como a cooperação em ciência, tecnologia e inovação, comércio e investimentos. Também serão revisados assuntos da agenda regional, entre os quais as negociações de um acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia.

No dia 23, o ministro Serra participará de seminário empresarial, juntamente com os titulares das pastas de Transportes, Portos e Aviação Civil, Minas e Energia, e do Programa de Parceria de Investimentos. O evento será coordenado pela Agência Brasileira de Promoção das Exportações e dos Investimentos (Apex-Brasil) e sua homóloga espanhola, a ICEX-España Exportación e Inversiones. No evento, será apresentado aos investidores espanhóis o “Projeto Crescer”, que prevê a licitação de 34 projetos na área de infraestrutura no Brasil.

A Espanha ocupa o terceiro lugar entre os maiores investidores individuais no Brasil, com um estoque de investimentos em 2014 de cerca de 53,8 bilhões de euros. Os investimentos brasileiros naquele país, da ordem de 14,7 bilhões de euros, apresentaram expressiva elevação nos últimos anos e fizeram do Brasil um dos principais investidores na Espanha, entre os países emergentes.

O fluxo de comércio entre os dois países será outro tema de destaque na agenda do chanceler brasileiro nos contatos com as autoridades do governo espanhol. De janeiro a outubro, as exportações brasileiras somaram US$ 2,294 bilhões (queda de 7,06% comparativamente com o mesmo período de 2015) e as vendas espanholas tiveram uma retração ainda mais expressiva, de 28,73% para US$ 2.219 bilhões. Nos dez primeiros meses do ano, a corrente de comércio totalizou US$ 6,446 bilhões e este ano deverá ficar, na melhor das hipóteses, em torno de US$ 5 bilhões.



menu
menu