Exportações de produtos orgânicos pelo Brasil crescem 15% em 2016

As empresas brasileiras associadas ao Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis) e ao projeto Organics Brasil, que promove a exportação do setor, fecharam 2016 com faturamento de US$ 145 milhões em exportações, com queda de 9,5% em relação a 2015. A receita menor se deve à oscilação cambial no período. Em volume, no entanto, houve alta de 15% na produção exportada.

“Em 2016, o setor faturou R$ 3 bilhões no mercado nacional e a perspectiva é chegar à taxa de crescimento na ordem de 25%-30% em 2017”, diz Ming Liu, diretor do Organics Brasil e do Organis.

Segundo ele, apesar de as exportações terem fechado pouco abaixo das estimativas, o Brasil continua sendo o principal país fornecedor mundial de açúcar, castanhas, frutas e seus derivados produzidos com a certificação orgânica. A América do Norte continua sendo o mercado de maior potencial de exportação em 2017. Mas há muito espaço para crescer para a Europa, China, Oriente Médio e Ásia”, diz Ming.

No mercado interno, o setor de orgânicos do país registrou crescimento tanto em vendas quanto no número de unidades produtivas de agricultura orgânica e sustentável, que passaram para 18 mil nos últimos 12 meses, cerca de 15% de crescimento.



menu
menu