Milho: Dólar dispara e eleva competitividade do produto brasileiro

A recente forte valorização do dólar frente ao Real, devido a incertezas políticas, elevou ainda mais a competitividade do milho brasileiro no mercado internacional. Com isso, o interesse para exportação aumentou e houve aproximação dos valores do milho no spot dos da paridade de exportação. Segundo pesquisadores do Cepea, além da recente alta do dólar, a maior competitividade do cereal nacional está atrelada às consecutivas baixas nos preços do cereal brasileiro. No mercado doméstico, compradores e vendedores têm travado uma competição acirrada, com grande parte dos negócios realizada para atender apenas necessidades de curto prazo. No geral, agentes estão à espera da entrada da segunda safra, comportamento que se intensificou na última quinta-feira, 18, por conta do câmbio. Em Campinas (SP), o Indicador ESALQ/BM&FBovespa caiu 0,1% entre 12 e 19 de maio, a R$ 27,07/sc de 60 kg no dia 19.



menu
menu